jan 062013
 

Matéria: Rodrigo de Aguiar;

Fotos: Rodrigo de Aguiar.

rodrigo@papareianews.com

Momento em que Mirella autografa um de seus livros na Livraria Vanguarda.

Aconteceu na tarde da última sexta-feira, dia 4, na Livraria Vanguarda uma sessão de autógrafos com a escritora Mirella Ferraz, a paulistana esteve em Rio Grande para divulgar seu primeiro livro intitulado “Sereias O segredo das Águas”, o romance conta a história de Coral, uma menina que nasceu envolta em mistérios sobrenaturais e com um estranho fascínio pelas águas. A história contada nas mais de 200 páginas do livro trás ainda Marcelo, um personagem Riograndino que conhece Coral e através de sua ligação com Rio Grande, cidade litorânea, tentará lhe ajudar a desvendar este enigma que envolve sua vida.

Mirella é natural de São Paulo e teve contato com as artes desde muito cedo, formou-se em balé e atua como professora de dança do ventre. Sempre apaixonada por animais fez o curso de Gestão Ambiental e realizou pesquisas nos estados de Pernambuco, São Paulo e Bahia na área de cetáceos, ordem de animais marinhos pertencentes à classe dos mamíferos.

Mirella ainda é definida na biografia do livro como uma mulher multifacetada, mantêm dois blogs diferentes, um sobre sereias e outro sobre ativismo animal, além de ser empresaria na cidade de Pirassununga, no estado de São Paulo, onde mora com o marido e seus doze animais de estimação.

Na oportunidade conversamos com Mirella e ela nos contou, em uma simpática entrevista, um pouco mais sobre este projeto que exalta a cidade do Rio Grande e as belezas da Praia do Cassino. 

PN- Como surgiu a intenção de escrever uma história como essa, com um ser mitológico, e por se passar em Rio Grande?

Mirella Ferraz- “Então, sempre foi a grande paixão da minha vida esse ser mitológico, eu não tenho explicação de onde ele surgiu, desde muito pequena eu sonhava em ser seria, em ter a minha cauda. A literatura também é minha paixão, meu pai é escritor e então isso me ajudou a desenvolver esta habilidade. Quando eu decidi que iria escrever um livro percebi que aquela seria a hora certa e que teria que ser sobre as sereias. Rio Grande é uma cidade que eu sou apaixonada, eu me casei aqui na Praia do Cassino, com um Riograndino, cheia de conchinhas no cabelo, bem sereia, não poderia ser em outro lugar (risos).”.

PN- Era justamente isso que iriamos te perguntar, o que teria te motivado a escrever justamente em Rio Grande, uma vez que o Brasil possui uma extensa região litorânea formada de praias com diversas belezas naturais.

Mirella Ferraz- “É isso mesmo, ela mora em meu coração, tanto a cidade quanto essa praia linda que vocês possuem. Rio Grande tinha que ter uma grande participação no livro, essa é a forma que tenho de homenagear essa bela cidade e espero que todos gostem da história contada.”.

PN- Ao lermos a sinopse do livro e sabendo um pouco sobre a tua carreira como escritora podemos perceber que esse projeto foi realizado com muito afinco e que acabou gerando uma nova história. Este novo livro segue o legado da sereia ou tem outra trama envolvida? Podes adiantar um pedacinho pra gente?

Mirella Ferraz- “Claro, posso sim! Muitas pessoas estão pedindo a continuação desse livro, pois o finalzinho dele deixa uma parte que ameaça um segmento. No princípio ele era para ser um livro único, mas como tem muitas pessoas pedindo a sequência, muitos até me ameaçam de morte (risos), então eu acho que vai sair sim. Mas então, eu estou no meu segundo livro e que não é a continuação dele, mas é também sobre sereias. É um outro projeto também sobre realismo fantástico, que vai ser um romance de época, com a presença de vikings, ou seja, um livro mais adulto, com mortes e paixões. Inclusive eu já estou no finalzinho dele e só falta batalhar alguma editora, ou até mesmo a Novo Século se aceitar, então ainda estou nesse processo.”.

PN- Além de teres essa paixão pelas sereias tu ainda escreves em dois blogs, tens como contar um pouco sobre eles?

Mirella Ferraz- “Claro, o primeiro, mais antigo, é um blog sobre ativismo animal, sou vegetariana desde os oito anos de idade, tenho doze animais em casa todos resgatados das ruas. Eu fiz esse blog há uns cinco anos atrás e lá escrevo alguns pensamentos meus ligados diretamente ao ativismo animal. Já o segundo, sobre sereias, surgiu a cerca de um ano e meio, e foi antes mesmo do livro com a intenção de saber se existiam outras pessoas com o mesmo gosto que eu e hoje em dia ele é bem acessado, pude conhecer várias pessoas que possuem a mesma paixão.”.

PN- Na narrativa do livro, percebemos que tu te colocas um pouco na história, um bom exemplo é o trecho “eu não vivi aquele momento, mas se fosse possível não hesitaria”. Existe um pouco da tua vida contada no livro?

Mirella Ferraz- “Tem e muito, na verdade tem quase tudo (risos). Desde a personalidade da Coral, que é a personagem principal, como várias coisas que ela passou, várias histórias dela que muitas pessoas ao lerem podem achar que é pura fantasia e não é, muita coisa aconteceu de verdade.”.

Ao final da entrevista Mirella disse que não destaca a possibilidade de no futuro estabelecer residência em Rio Grande junto ao marido Daniel e deixou a seguinte mensagem aos leitores e aos Riograndinos:

“Espero que vocês leiam o livro, gostem, e também se apaixonem pelas sereias, afinal de contas elas estão com a gente desde que o mundo é mundo, desde que existimos como civilização. Muito obrigado, adorei e um beijo para todos os leitores do blog!” 

Quem quiser conhecer o trabalho desenvolvido por Mirella basta acessar os links dos blogs que disponibilizamos abaixo.

http://mirellanogueira.blogspot.com.br

http://eusouumasereia.blogspot.com.br

Um segundo livro já está sendo escrito. Vikings, mortes e paixões marcam o próximo lançamento da escritora.

As sereias sempre foram a paixão de Mirella que escreveu o livro após ser inspirada pelo pai que também é escritor.


Fatal error: Uncaught Exception: 12: REST API is deprecated for versions v2.1 and higher (12) thrown in /home/joses963/public_html/papareianews.com/wp-content/plugins/seo-facebook-comments/facebook/base_facebook.php on line 1044