dez 192013
 

Matéria: Rodrigo de Aguiar

Fotos: José Silveira

rodrigo@papareianews.com

jose@papareianews.com

Solenidade contou com a presença do secretário de segurança Airton Michels

As viaturas e os equipamentos do projeto policiamento comunitário foram entregues na manhã de ontem em uma solenidade realizada em frente ao prédio da prefeitura municipal. O evento contou com a presença de diversas autoridades municipais e estaduais, entre eles o secretário de segurança pública, Airton Michels.

O projeto de policiamento comunitário consiste em uma forma diferenciada de prover segurança. Através deste novo formato, os policiais residirão nos bairros contemplados e conhecerão melhor os anseios de cada comunidade. Anunciada no mês de julho desse ano, a medida chega para tentar conter o avanço da criminalidade no município, que se tornou destaque nacional após os investimentos realizados no setor naval.

Os 44 policiais que participaram dos treinamentos receberão uma ajuda de custo, no valor de R$ 800,00 (oitocentos reais), que será paga pela prefeitura como forma de incentivo aos soldados que atuarão nos núcleos. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública do estado, esta parceria foi o fator principal para a aprovação e implantação do projeto em Rio Grande.

Cada núcleo receberá uma viatura e quatro policiais militares

Serão criados 11 núcleos e cada um deles receberá uma viatura, além de quatro policiais, que trabalharão equipados com armamentos, coletes balísticos e pares de algemas. As viaturas, marca Renault, modelo Sandero, são zero quilômetro e dotadas de rádio comunicadores e outros equipamentos inerentes a um carro de polícia.

O investimento total chega a R$ 890.000,00 (oitocentos e noventa mil reais) e além de Rio Grande, o policiamento comunitário está presente também nas cidades de Caxias do Sul, Passo Fundo, Bagé, Santa Cruz do Sul, Bento Gonçalves, entre outros municípios gaúchos.

Cada núcleo será formado por uma média de quatro bairros e as comunidades contempladas são: Santa Tereza, Navegantes, Mangueira, Lar Gaúcho e Dom Bosquinho (Núcleo 1), BGV e Vila Militar (Núcleo 2), Rural, Santana, Matadouro, Junção e Vila Braz (Núcleo 3), São João e São Miguel (Núcleo 4), Vila Maria, Bernadeth, Parque Coelho, Mate Amargo, Aeroporto e Marluz (Núcleo 5), Profilurb II, Vila Recreio e Nossa Senhora de Fátima (Núcleo 6), Castelo Branco I e II, Santa Rita e Caic (Núcleo 7), Cidade de Águeda e Santa Rosa (Núcleo 8), Parque Marinha e Parque São Pedro (Núcleo 9) e Querência, Stella Maris e Parque Guanabara (Núcleo 10). O núcleo do Parque Marinha servirá como uma central de coordenação para os demais.

Prefeito destacou o trabalho da Brigada Militar

Em seu discurso, o prefeito Alexandre Lindenmeyer disse que este é um momento muito importante para a segurança pública no município e destacou o trabalho dos soldados que atuarão nos núcleos. “Estamos juntos nessa, podem contar conosco”, finalizou o chefe do executivo.

O secretário de segurança pública, Airton Michels, elogiou o trabalho desenvolvido pelo Coronel Júlio César Marobin e disse que em mais de 30 anos atuando pelo Ministério Público ouviu o clamor popular por mais segurança. “Quando eu me dirigia às comunidades, as pessoas sempre me diziam que a polícia chegava apenas para efetuar uma prisão ou quando o fato já estava consumado. Agora, com o policiamento comunitário, esta problemática chegará ao fim”, disse ele. Rio Grande é atualmente o segundo município com a maior quantidade de núcleos, o que irá corresponder ao atendimento de cerca de 80 mil pessoas.

A avassaladora onda de desenvolvimento motivou a implantação dos núcleos no município

Na visão dele, a avassaladora onda de progresso foi o fator primordial para a implantação dos núcleos e o grande diferencial para o policiamento ostensivo está na permanência dos policiais 24 horas por dia nas comunidades. “Até o ano 2000, as cidades de Rio Grande e Pelotas tinham baixos índices de criminalidade e, com esse aumento, devemos proporcionar mais segurança aos seus cidadãos”, completou o secretário.

De acordo com o comandante do 6º BPM, Coronel Carlos Alberto Brusch Terres, agora os recursos já são uma realidade e irão qualificar e possibilitar uma melhor forma de trabalho. Ainda na tarde de ontem foi realizada uma reunião na sede do batalhão para definir os últimos detalhes de escalas e demais assuntos administrativos.

A partir do dia 26 de janeiro reuniões mensais serão realizadas com as comunidades para a apresentação dos policiais e para explicar o funcionamento do projeto implantado.

Policiais que atuarão nos núcleos mostram grande expectativa

Com dez anos de profissão, Luciano diz estar com uma expectativa de trabalho muito boa

Entre os 44 soldados treinados para este tipo de atividade está Luciano Rodrigues. O policial de 35 anos e dez dedicados à instituição trabalhará nos bairros Parque Marinha e Parque São Pedro.

Segundo ele, este é um novo momento e uma expectativa de trabalho muito boa. “Esta é uma filosofia diferenciada, é um policiamento em conjunto com a comunidade, que auxiliará muito na redução da criminalidade”, disse ele.

Ao final da solenidade, as viaturas saíram em carreata pela Rua General Netto em direção à sede do batalhão com as sirenes ligadas. Confira no vídeo abaixo o momento da saída dos policiais do largo da prefeitura.     

Quer ver mais? Clique aqui e confira essas e outras imagens da solenidade.

 

 


Fatal error: Uncaught Exception: 12: REST API is deprecated for versions v2.1 and higher (12) thrown in /home/joses963/public_html/papareianews.com/wp-content/plugins/seo-facebook-comments/facebook/base_facebook.php on line 1044