mai 122013
 

Matéria: Rodrigo de Aguiar;

Fotos: José Silveira.

rodrigo@papareianews.com

jose@papareianews.com

O objeto símbolo do grupo é esta minimoto utilizada nos encontros e treinamentos.

É ao som da pergunta “o patrulheiro qual é sua missão?”que as mais de 300 crianças integrantes da Patrulha Mirim aprendem lições de cidadania e respeito ao próximo, o projeto que é desenvolvido há quatro anos tem como comandante geral Paulo Ricardo Lemos e coordenador geral o militar aposentado Arthur Amaral, juntos eles reproduzem e aplicam os ensinamentos do ambiente militar, transformando os pequenos em verdadeiros soldados da paz.

De acordo com o Comandante Ricardo, a Patrulha Mirim iniciou suas atividades no município no dia 18/12/2010 com um contingente de 45 crianças, atualmente são 327 participantes na faixa etária de 5 a 20 anos, divididos em tropas e pelotões especiais. A turma de Rio Grande tem como símbolo uma minimoto que é utilizada nos encontros e treinamentos. Em épocas, como a independência do Brasil, as crianças desfilam pela Rua Marechal Floriano com os rostos pintados, lembrando os soldados do exército que lutam e protegem nossas fronteiras.

Por não possuírem uma sede constituída a gurizada realiza suas atividades no CAIC da FURG, na escola Zeli Esmeraldo e no condomínio Solar do Carvalhal, mas a construção de um espaço com banheiros, refeitórios e alojamentos é o sonho deste pessoal. O grupo conta com doações e o apoio dos pais que auxiliam, inclusive, no preparo dos lanches e refeições servidas.

Importante destacar que todos os integrantes devem frequentar a escola, este é um dos requisitos de permanência na tropa que conta também com a participação de crianças portadoras de necessidades especiais.

Segundo Almir, tradicionalmente, as patrulhas surgem a partir de quarteis militares e o ingresso se dá mediante a aprovação em concursos realizados periodicamente. Ainda de acordo com ele a instituição considerada modelo para os Riograndinos é a da cidade de Dourados, no estado de Mato Grosso do Sul.

Ao caminharmos, observamos que é impossível encontrar em meio ao grupo alguém que não esteja gostando das atividades, um bom exemplo é o menino Maikel do Couto, a mãe disse que o filho é um “doente” pela patrulha, não perde um evento, nos acampamentos, inclusive, está em todos. Na tropa ele é segundo tenente.

Quem também não perde as atividades organizadas é o estudante Bruno Viana de 15 anos. Ele, que é major da patrulha, contou que o projeto já faz parte de sua vida e a função por ele desempenhada tem como principal missão ensinar a hierarquia e disciplina aos novos patrulheiros.

Cada pelotão é facilmente identificado pela cor dos uniformes, vestimentas estas confeccionadas com o apoio de pais e profissionais parceiros desta ideia.

Os interessados devem entrar em contato através do e-mail patrulhamirimrg@ig.com.br ou através do telefone 8445-1077 e falar diretamente com o coordenador Almir Amaral.

Grupo utiliza o CAIC da FURG, a escola Zeli Esmeraldo e o condomínio Solar do Carvalhal para os treinamentos.

Projeto iniciou em 2010 com 45 crianças, hoje somam-se mais de 300 integrantes entre 5 e 20 anos.


Fatal error: Uncaught Exception: 12: REST API is deprecated for versions v2.1 and higher (12) thrown in /home/joses963/public_html/papareianews.com/wp-content/plugins/seo-facebook-comments/facebook/base_facebook.php on line 1044