dez 242013
 

Matéria: Rodrigo de Aguiar

Foto: Divulgação

rodrigo@papareianews.com

Em Rio Grande, a população acredita que a disponibilização de Agentes de Trânsito, em caráter instrutório, poderia auxiliar muito pedestres e motoristas

Nossas ruas e avenidas estão ficando cada vez mais inchadas por carros e motos e a resposta para este problema de mobilidade pode ser facilmente encontrada e tem ligação com o incentivo do governo para a aquisição do transporte individual. Com tantos veículos circulando, os atos de imprudência tornam-se inevitáveis, mas nem sempre a culpa é do motorista.

É comum encontrarmos nos principais cruzamentos da cidade uma batalha entre pedestres e motoristas para saber quem levará vantagem. Na maioria das vezes os próprios pedestres são negligentes e atravessam com o sinal fechado ou simplesmente passam sem observar as condições de fluxo, colocando em risco sua vida e a dos demais condutores.

Um local perfeito para a constatação dessas atitudes é o cruzamento das ruas General Bacelar com Duque de Caxias. Ali, por conta da grande movimentação, é possível perceber que as pessoas não respeitam a sinalização e atravessam mesmo com o semáforo aberto para os veículos, que precisam reduzir a velocidade para evitar um atropelamento. Outras vezes os mesmos aguardam a passagem dos carros debaixo da calçada, o que causa com frequência revolta e discussão entre os envolvidos.

O Código de Trânsito Brasileiro é taxativo ao dispor que aos pedestres e motoristas cabem os seus devidos espaços de circulação e o artigo 69, inciso II, alíneas a e b, corrobora, respectivamente estas distinções: “Art. 69- Para cruzar a pista de rolamento o pedestre tomará precauções de segurança, levando em conta, principalmente a visibilidade, a distância e a velocidade dos veículos, utilizando sempre as faixas ou passagens a ele destinadas sempre que estas existirem numa distância de até 50 metros dele, observadas as seguintes disposições: (…) II- para atravessar uma passagem sinalizada para pedestres ou delimitada por marca sobre a pista: a) onde houver foco de pedestres, obedecer às indicações das luzes; b) onde não houver foco de pedestres, aguardar que o semáforo ou o agente de trânsito interrompa o fluxo de veículos.”

Com relação à ideia de que a faixa de pedestres sempre possui prioridade sobre os veículos, dispõe o artigo 70 e seu parágrafo único: “Art. 70- Os pedestres que estiverem atravessando a via sobre as faixas delimitadas para esse fim terão prioridade de passagem, exceto nos locais com sinalização semafórica, onde deverão ser respeitadas as disposições deste Código. Nos locais em que houver sinalização semafórica de controle de passagem será dada preferência aos pedestres que não tenham concluído a travessia, mesmo em caso de mudança do semáforo liberando a passagem dos veículos.”

Algumas pessoas e motoristas apontam a colocação, em caráter instrutório, de agentes de trânsito naquela região, dessa forma os profissionais orientariam pedestres e motoristas sobre as regras de convivência no trânsito.


Fatal error: Uncaught Exception: 12: REST API is deprecated for versions v2.1 and higher (12) thrown in /home/joses963/public_html/papareianews.com/wp-content/plugins/seo-facebook-comments/facebook/base_facebook.php on line 1044