jul 302013
 

Matéria e fotos: Rodrigo de Aguiar

rodrigo@papareianews.com

Compuseram a mesa autoridades municipais e representantes da Secretaria de Segurança Pública do estado

Aconteceu na manhã de ontem, no Salão Nobre da Prefeitura Municipal, o lançamento oficial do curso de Promotor de Policiamento Comunitário. A solenidade contou com a presença de autoridades municipais e representantes da Secretaria de Segurança Pública do estado.

A presença do secretário Airton Michels era aguardada, mas em virtude da forte neblina, o avião que traria o representante não conseguiu decolar do aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre. A mesa foi composta pelo Tenente Coronel Brusch, representando o 6º BPM; pelo Coordenador Estadual do Projeto de Policiamento Comunitário, Júlio César Marobin; pelo Prefeito Municipal, Alexandre Lindenmeyer; pelo Presidente da Câmara de Vereadores, Paulo Renato Mattos Gomes, e pela Delegada de Polícia Civil, Lígia Furlanetto.

A solenidade foi precedida de uma explanação sobre o policiamento comunitário e dos números correspondentes a estes núcleos e contou com a presença dos 44 policiais militares que iniciaram o curso preparatório também na manhã de ontem. O investimento realizado pelo Executivo Municipal, em parceria com o Governo do Estado, gira em torno de R$ 800.000,00 e a preparação dos servidores será realizada no quartel da corporação, localizado na Avenida Honório Bicalho.

O representante da Brigada Militar, Tenente Coronel Brusch, disse que o programa começou oficialmente nesta semana com o início do treinamento das equipes de segurança e que esta será uma nova forma da interação da instituição com a comunidade rio-grandina.

Júlio César Marobin disse que este mecanismo de segurança existe há muito tempo e está consolidado em vários países

Já o Coordenador Estadual do Projeto de Policiamento Comunitário, Júlio César Marobin, contou que este mecanismo de segurança existe há muito tempo e já está consolidado em vários países. Segundo ele, no Japão a atividade existe há mais de 120 anos e foi utilizada como modelo para a sua implantação em solo gaúcho.

No Brasil, mas não tão antigo assim, temos, ainda, como exemplos de policiamento comunitário as UPPs, no Rio de Janeiro, e demais programas voltados para a segurança pública, no restante dos estados brasileiros.

A Polícia Comunitária está dissociada dos outros programas mantidos pelo Governo do Estado, o que possibilita a permanência do serviço após trocas de governo que poderão ser proporcionadas pelas próximas eleições. Ainda segundo Marobin, o projeto baseia-se em pilares importantes, podendo ser destacado o fato dos policiais residirem nos bairros, permitindo, assim, um melhor conhecimento das necessidades locais e uma melhor troca de informações com os moradores, diferentemente do que acontece durante um patrulhamento ostensivo realizado diariamente nas ruas do município. Outro ponto importante deste projeto é a autonomia de recursos. Com o Polícia Comunitária, os patrulheiros receberão viaturas e equipamentos novos, o que trás mais segurança e qualidade na prestação dos serviços.

A Prefeitura Municipal irá auxiliar cada policial com uma ajuda de custo no valor de R$ 800,00. Esta verba, segundo o Coordenador Marobin, é o ponto principal para a instalação do projeto na cidade. A interação entre o estado e o município será a mola mestra para o sucesso do programa.

O Prefeito, Alexandre Lindenmeyer, no momento de sua explanação, agradeceu, primeiramente, a Câmara de Vereadores, que por unanimidade aprovou o projeto tão logo chegou ao Legislativo, o que mostra o interesse coletivo por mais segurança. Lindenmeyer disse, ainda, que o compromisso com a segurança pública também faz parte das atividades do Executivo Municipal, não cabendo somente ao estado esta obrigação.

Os equipamentos adquiridos para a execução dos serviços devem estar disponíveis a partir do mês de outubro e, tão logo cheguem, começarão a atuar no policiamento.

Policiais militares começaram a receber nesta segunda-feira o treinamento, diretamente na sede do batalhão

Equipamentos adquiridos para a execução dos serviços devem estar disponíveis a partir do mês de outubro


Fatal error: Uncaught Exception: 12: REST API is deprecated for versions v2.1 and higher (12) thrown in /home/joses963/public_html/papareianews.com/wp-content/plugins/seo-facebook-comments/facebook/base_facebook.php on line 1044