nov 242013
 

Matéria: Rodrigo de Aguiar

Foto: Divulgação

rodrigo@papareianews.com

A lucratividade dos bancos no ano passado, somente com cartões de crédito, chegou à expressiva casa de quarenta por cento

Final de ano é sinônimo de festas e comemorações, mas é preciso tomar alguns cuidados para evitar o endividamento e não tornar o início do novo ano um verdadeiro pesadelo financeiro. É muito comum que estes eventos sejam custeados com o décimo terceiro, que terá nos próximos dias a primeira parcela liberada para os trabalhadores e com isso irá dar início ao tradicional movimento no comércio para a compra dos presentes de natal.

Por se tratar de um adiantamento, muitas pessoas gastam totalmente os valores recebidos e acabam por esquecer as contas e os compromissos que vencerão no próximo mês, gerando uma grande “bola de neve”. Para saber mais detalhes de como aproveitar essa “gordurinha” no salário do final do ano, o blog Papareia News consultou o economista Nerino Dionello Piotto, que deu algumas dicas de como organizar as finanças e curtir a virada com tranquilidade.

Segundo ele, o brasileiro possui uma característica de gastar todo o dinheiro que recebe e com o passar dos anos isso acabou se tornando parte de nossa cultura, e para que possamos superar esta barreira devemos rever nossos conceitos e começar a planejar o futuro. Uma observação importante que deve ser feita é com relação a quem possui cartões de crédito, hoje em dia é difícil encontrar uma pessoa que não tenha na carteira pelo menos um “dinheiro de plástico”.

O especialista informou que a lucratividade dos bancos no ano passado, somente com cartões de crédito, chegou à expressiva casa de quarenta por cento, em decorrência dos juros provenientes de atraso nos pagamentos ou de parcelamentos das faturas vencidas. A solução para quem está vivenciando este problema é utilizar o décimo terceiro salário para justamente quitar estas obrigações junto às bandeiras dos respectivos cartões.

As pessoas não devem esquecer também que sempre ao início de cada ano existem os tradicionais aumentos na conta de luz, IPVA, IPTU, material escolar e reajuste dos alugueis e neste contexto o décimo terceiro é um grande aliado na quitação destas despesas. Tomados estes cuidados e se mesmo assim o dinheiro sobrar, não há problema em gastar, mas é preciso observar a forma do pagamento.

As inúmeras facilidades e as promessas de não haverem acréscimos nas parcelas chamam os clientes para os estabelecimentos, no entanto o economista alerta que as compras realizadas a prazo não ficam isentas de suplementação, pois o custo financeiro já está embutido no valor que será pago mensalmente. Em virtude disso, a saída é realizar o pagamento à vista e assim receber um bom desconto. Mesmo com a negativa dos lojistas em conceder boas porcentagens, a popular pechincha é sempre bem vinda e dona de grandes êxitos na hora das compras.


Fatal error: Uncaught Exception: 12: REST API is deprecated for versions v2.1 and higher (12) thrown in /home/joses963/public_html/papareianews.com/wp-content/plugins/seo-facebook-comments/facebook/base_facebook.php on line 1044