jun 212013
 

Matéria: Rodrigo de Aguiar;

Fotos: Daniel Corrêa.

rodrigo@papareianews.com

daniel@papareianews.com

Mobilização começou cedo no largo Dr. Pio.

Cerca de doze mil pessoas, segundo a Brigada Militar, participaram do protesto promovido pelo Movimento Livre Unificado em Rio Grande. A população, a exemplo do que aconteceu nas demais cidades brasileiras, saiu as ruas para manifestar seus descontentamentos acerca dos problemas que há vários anos assolam o povo brasileiro. Sob gritos de ordem e de sem violência os manifestantes percorreram as principais ruas do município.

O ato, inicialmente marcado para às 18h, começou uma hora antes e segundo os organizadores a decisão de antecipar a saída do Largo Dr. Pio se deu em virtude do fechamento do comércio, por volta das 16h.

A concentração de manifestantes começou com quase duas horas de antecedência, nas redes sociais as pessoas eram estimuladas a levarem cartazes e quem não tivesse tempo teria os seus confeccionados no próprio largo. No rosto de todos era possível perceber um semblante de esperança de um novo país, Rio Grande promoveu um ato histórico.

Nas redes sociais as pessoas foram orientadas a levarem cartazes, os que não tivessem tempo teriam os seus confeccionados no local.

Os motivos que nortearam o protesto foram vários, mas podem ser destacados o fim do monopólio mantido pela empresa Noiva do Mar, um transporte coletivo de mais qualidade, votações no congresso nacional a respeito da PEC 37, que tira o poder de investigação do Ministério Público, os gastos experimentados com a realização da Copa de 2014, educação e saúde no padrão FIFA, em alusão a forma dos estádios onde se realizarão os jogos e os demais casos de corrupção e desvio de verbas públicas.

Nas ruas General Netto e 24 de maio os manifestantes sentaram no chão e bloquearam o trânsito de veículos e a Brigada Militar acompanhou tudo de forma pacífica. Um pequeno grupo decidiu bloquear a Avenida Buarque de Macedo e trabalhadores do Polo Naval foram convidados a descer de um ônibus para também protestarem, os funcionários desceram, mas não aderiram ao movimento.

Com o trajeto original retomado os participantes receberam o apoio de moradores que, das janelas dos prédios, tremulavam bandeiras e fotografavam o movimento.

Na Prefeitura Municipal os manifestantes cobravam a presença do prefeito Alexandre Lindenmeyer para debater os assuntos reivindicados. O representante do executivo recebeu os organizadores para uma reunião que discutiu os pontos pleiteados na caminhada. Infelizmente antes e enquanto acontecia à audiência pedras foram lançadas contra o prédio e em outro momento exemplares da Constituição Federal foram arremessados, o que causou revolta de algumas partes.

Ao final todos os cartazes utilizados no movimento foram fixados nas portas e janelas, atitude que recebeu o apoio maciço das pessoas ali presentes.

Segundo o Cientista Político Cristiano Engelke, o protesto realizado na noite de ontem e a reunião com o prefeito Lindenmeyer caracterizam um ato pacífico, o que pode ser considerado extremamente positivo, visto os acontecimentos em outras cidades do país.

Ao longo do trajeto o Hino Nacional era cantado pela maior parte dos integrantes e uma bandeira do país era carregada na frente do movimento. Após a chegada ao largo da Prefeitura um pequeno grupo de manifestantes seguiu em direção a Avenida Presidente Vargas, onde bloquearam o trânsito nos dois sentidos.

Na reunião ficou acertado que a Prefeitura dará um prazo para que a empresa apresente sua defesa com relação ao que foi apresentado pelos manifestantes e após isso medidas deverão ser tomadas pelo executivo a fim de sanar os problemas enfrentados.

Para a próxima semana está sendo cogitada a realização de outro ato, o dia escolhido deve ser segunda-feira, dia 24, o que deve ser confirmado ainda no final de semana.

Essas e outras imagens podem ser visualizadas clicando aqui.

Diversos cartazes foram fixados no prédio da Prefeitura, atitude aprovada por todos os que lá estavam.

Manifestantes cobraram a presença do prefeito Alexandre Lindenmeyer para discutir os pontos pleiteados na caminhada.


Fatal error: Uncaught Exception: 12: REST API is deprecated for versions v2.1 and higher (12) thrown in /home/joses963/public_html/papareianews.com/wp-content/plugins/seo-facebook-comments/facebook/base_facebook.php on line 1044