fev 142014
 

Matéria: Rodrigo de Aguiar

Foto: Márcio Degani

rodrigo@papareianews.com

A estrutura desta bicicleta é composta por 90% de garrafas pets usadas, 5% de vidro usado e 5% de polietileno puro

Se o simples ato de deslocar-se de bicicleta já é considerado altamente sustentável, imagina então pedalar em uma construída em plástico reciclado! Não, você não está enganado, ela é realmente produzida a partir de materiais reutilizados. A estrutura é composta por 90% de garrafas pets usadas, 5% de vidro usado e 5% de polietileno puro.

Em Rio Grande, os amantes do ciclismo já podem encontrar esta novidade a venda. A loja Zero CO2, especializada na comercialização de meios de transporte alternativos, está trazendo com exclusividade esta bicicleta diferenciada.

Considerado como um esporte, o ciclismo surgiu a partir de 1890 na Inglaterra, época em que o aperfeiçoamento do veículo possibilitou o alcance de maiores velocidades. O ciclismo é regido por diversas regras e geralmente enquadra-se em quatro categorias: provas em estradas, provas em pistas, provas de montanha e o BMX, que é praticado com diversos tipos e modelos de bicicletas.

Em termos de saúde, o ciclismo é uma atividade rítmica e cíclica, ideal para desenvolvimento dos sistemas de energia aeróbico e anaeróbico, dependendo do tipo de treinamento aplicado. Desenvolve o sistema cardiovascular dos praticantes, sendo ainda indicado por médicos especialistas como ótimo exercício para queima de gordura corporal e desenvolvimento de resistência de força muscular de pernas, em treinamentos.

Atenta a esta que pode se tornar uma nova moda e auxiliar o ciclista amador em sua escolha, nossa equipe de reportagem esteve conhecendo e sabendo um pouco mais das características desta “bike” ecológica.

A ideia de trazer para o município este produto foi do empresário Márcio Degani, após ser questionado por clientes de São Paulo e Rio de Janeiro que estiveram em sua loja procurando exatamente este tipo de bicicleta. Diante da procura que começava a aumentar, ele passou a pesquisar empresas que fabricassem bicicletas com estas configurações até que encontrou a única, no estado de São Paulo.

O responsável por esta criação é o uruguaio Ruan Muzzi. O inventor não comercializava seu trabalho com lojistas, o contato era feito diretamente pelos interessados. Degani, sabendo disso, mesmo assim entrou em contato e apresentou a atividade desenvolvida por ele em seu estabelecimento, em Rio Grande, e Muzzi resolveu tornar-se parceiro. Dessa forma, a Zero CO2 é a única loja no Rio Grande do Sul a comercializar este tipo de bicicleta.

De acordo com Degani, enquanto protótipo, o quadro pesava 13 kg e atualmente a mesma estrutura não ultrapassa os seis. “O quadro é mais forte que o de alumínio ou de aço”, disse o comerciante enquanto apontava para nossa reportagem a bicicleta.

Outro fato interessante sobre estas bicicletas é que nenhuma delas é igual à outra, pois elas podem ser facilmente personalizadas. Sua versatilidade e durabilidade fazem delas produtos de exportação e seu valor gira em torno de R$ 1.150,00 (mil cento e cinquenta reais). Márcio informou ainda que esta mesma bicicleta pode também ser montada por um valor mais baixo, podendo chegar o preço final na faixa de R$ 600,00 (seiscentos reais).


Fatal error: Uncaught Exception: 12: REST API is deprecated for versions v2.1 and higher (12) thrown in /home/joses963/public_html/papareianews.com/wp-content/plugins/seo-facebook-comments/facebook/base_facebook.php on line 1044